Resumo do fim-de-semana desportivo

GT Sprint: dupla vitória portuguesa em Portimão

Resumo_FDS_072013_05

Este foi mais um fim-de-semana animado no Autódromo Internacional do Algarve, com a realização de diversas corridas do Superstars World, entre as quais duas de GT Sprint, que foram ganhas por pilotos portugueses.

Na primeira corrida dos GT Sprint a vitória coube à dupla Francisco Guedes/Rui Águas em Ferrari 458 GT3, que não escondiam a alegria pela vitória: “Foi um resultado muito bom e merecido. Foi um fim-de-semana excelente. Conseguimos uma ‘pole’ e uma vitória. Temos pena pelo toque na segunda prova que nos impossibilitou de lutar pelo primeiro lugar. Independentemente desse pormenor não podíamos estar mais contentes“.
Na segunda corrida a vitória foi para a dupla José Pedro Fontes/Miguel Barbosa em Mercedes AMG SLS, que na primeira corrida foram forçados a abandonar: “Foi uma vitória justa. Na primeira prova não fomos felizes mas conseguimos vingar na segunda. Sabíamos que sem penalização nas boxes estaríamos em posição de vencer. E foi uma vitória muito saborosa por todo o trabalho que fizemos ao longo do fim-de-semana“.
Filipe Albuquerque, ao volante de um Audi R8 LMS, assegurou o segundo lugar em ambas as corridas e saiu do Algarve “com o sentimento de dever cumprido. A minha missão era ajudar o meu companheiro de equipa a chegar à liderança do Campeonato e com dois segundos lugares isso foi conseguido. Foram duas boas corridas“.

 

Baja Aragón: Elisabete Jacinto termina em 2º lugar

Resumo_FDS_072013_07

Elisabete Jacinto alcançou o segundo lugar da classificação geral dos camiões na 30ª edição da Baja Aragón 2013. O Team OLEOBAN/MAN Portugal completou os três dias de prova em 11h21m18s com uma diferença de apenas 3m47s para o espanhol Manuel Borrero, o 1º classificado nos camiões.
Com este resultado a formação lusa de todo-o-terreno regista o seu 10º pódio consecutivo.

 

Félix da Costa com fim-de-semana para esquecer nas WSR

Resumo_FDS_072013_08

António Félix da Costa teve um fim-de-semana para esquecer na 6ª etapa das World Series by Renault 3.5, disputada no Red Bull Ring na Áustria.

Na corrida de sábado, o monolugar de Félix da Costa foi vitima de problemas de sobreaquecimento de motor, que o impediram de ir além do sétimo lugar final. Devido a este problema, a equipa Arden Caterham decidiu trocar o motor do monolugar do piloto português. No entanto, o piloto português foi novamente traído por um problema electrónico, que o fez ficar parado na grelha de partida no momento do arranque, ficando a ver os seus adversários passar.

Segundo Félix da Costa, “era um fim-de-semana em que tanto eu como a equipa depositávamos grandes esperanças, mas tudo correu mal. Hoje foi um dia ainda pior que o de ontem, em que quando cheguei à grelha para me preparar para o arranque apagou-se tudo, motor e o painel de instrumentos. A única coisa a fazer foi mesmo pôr as mãos ao peito e esperar que ninguém me batesse. Um dos piores fins-de-semana da minha carreira, que vou querer esquecer rapidamente. Estou triste, mas tenho confiança no meu valor, por isso vou continuar a trabalhar com a equipa de forma a terminarmos a época bem e traduzir o nosso verdadeiro potencial em resultados”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *