Toyota testa Prius com tecto solar expandido

Aproveitando a deixa do automóvel solar Lightyear One, a Toyota diz que também está a testar um tecto solar mais avançado para o Prius, que poderá prolongar-lhe a autonomia em 44,5 kms por dia.

Esta não é a primeira vez que a Toyota recorre a painéis solares para o Prius – que até à chegada da Tesla, era o híbrido de referência entre os que queriam fugir dos carros poluentes. No início da década a Toyota disponibilizava em opção painéis solares, mas que apenas se limitavam a contribuir para recarregar a bateria dos sistemas secundários (navegação, climatização, etc.) e não para prolongar a autonomia. Mas, passada quase uma década, a Toyota acha que está na altura de revisitar o tema.

Aproveitando as melhorias dos painéis solares, a Toyota acredita que é agora possível colocar painéis solares num Prius de modo a dar-lhe até mais 44,5 kms de autonomia por dia.

Os novos painéis da Sharp têm uma espessura de apenas 0,03mm, permitindo que sejam “moldados” à carroçaria do automóvel, e permitem gerar até 860W de energia. Num dia de sol, não só será possível percorrer os 44,5 kms da energia acumulada durante o estacionamento, como também prolongar a viagem usando a energia solar recolhida em andamento, para uma autonomia máxima (teórica) de 56,3 kms – isto sem ter em conta a autonomia conseguida via carregamento normal, ou via motor de combustão.

A Toyota antecipa que eventualmente seja possível atingir os 1.000W de geração com painéis no automóvel, o que potencialmente permitiria que muitas pessoas nem precisassem de carregar o carro na tomada para as viagens diárias (a não ser quando o sol não cooperar).

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *