Alemanha acusa CEO e presidente da VW no caso Dieselgate

A Alemanha está a avançar com acusações criminais contra o actual CEO da Volkswagen Herbert Diess e o presidente Hans Dieter Poetsch, a par do anterior CEO Martin Winterkorn, no caso dieselgate.

Até à data este escândalo já custou à Volkswagen mais de 30 mil milhões de dólares, em multas e despesas associadas, a que se somam outros milhares de milhões que têm sido feito a acelerar o investimento nos automóveis eléctricos, como forma de deixar este episódio para trás.

… Resta saber até que ponto é que todas estas multas e acusações resultarão em medidas concretas e efectivas, e se não serão apenas algo para ficar bem nas notícias, enquanto na realidade pouco ou nada muda.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.