Sistemas de travagem automática e detecção de peões deixam a desejar

No caminho para os carros autónomos, temos um teste que revela que até os sistemas mais simples, para detecção de peões e travagem automática, precisam ainda de bastantes melhorias.

Todos os sistemas de assistência ao condutor são bem vindos, especialmente aqueles que ajudaram a evitar ou reduzir drasticamente o risco de colisões, quer seja com outros veículos ou – como neste caso – peões. Infelizmente, mesmo carros carregados com tecnologia, como o Tesla Model 3, parecem não conseguir manter resultados satisfatórios nessa tarefa.

Embora vários modelos falhem na detecção e travagem que evitem um atropelamento, o caso do Tesla Model 3 destaca-se por ter detectado o peão e alertado o condutor desde cedo, mas não efectuando a travagem automática até ser tarde demais. É certo que há que manter um certo nível de tolerância para que um carro não faça uma travagem de emergência inesperada só porque detectou um peão no passeio que deu um passo em direcção à estrada, mas… há seguramente margem para melhorias.

Melhorias essas que também deverão ser aplicadas aos cenários nocturnos, onde estes sistemas também se revelaram completamente ineficazes – e quando seria necessária a maior ajuda possível de assistência ao condutor.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *