Dacia renova gama Bi-Fuel

Desde 2013 que a Dacia definiu a oferta de motorizações bi-fuel (gasolina + GPL) como uma aposta estratégica e, desde 2016, que assumiu a liderança do mercado Português neste tipo de oferta.

Aliás, a Dacia é a única marca a oferecer uma gama completa equipada com motores bi-fuel. Esta oferta é agora inteiramente renovada com a introdução, na generalidade dos modelos, do moderno e tecnológico motor TCe 100 ECO-G.

A nova gama bi-fuel da Dacia tem por base um motor desenvolvido com as mais recentes tecnologias: o TCe 100, cuja comercialização se iniciou, aliás, na gama da Renault, com o Novo Clio. Um bloco três cilindros turbo, com 999 cc de cilindrada, 100 cavalos, que é referência no seu segmento de potência em desempenhos e consumos.

Mas esta renovação da oferta bi-fuel da marca traz uma outra novidade muito significativa, pois para além dos “tradicionais” modelos Sandero, Logan, e Logan MCV, o novo motor TCe 100 ECO-G passa agora a estar disponível também no seu mais icónico modelo: o Duster.

Com custos de utilização e emissões de CO 2 sem paralelo no mercado, o novo motor 1.0 turbo de três cilindros, TCe 100 ECO-G, passa a estar disponível nos modelos Sandero (versões Stepway incluídas), Logan , Logan MCV (incluindo a versão Stepway) e Duster. Um bloco que surge associado a uma caixa manual de 5 velocidades e que proporciona um elevado prazer de condução, graças aos generosos 100 cavalos de potência e 170 Nm de binário logo às 2000 rpm – mais 10 Nm que a versão equivalente a gasolina.

As emissões de CO 2 também são mais reduzidas, com uma descida de 10% quando comparadas com a versão a gasolina.

Quando comparadas com as versões equivalentes a gasolina, as variantes bi-fuel TCe 100 ECO-G têm uma diferença de preços de apenas 250€ (450€ no Dacia Duster). Tendo por base os custos de combustíveis actualmente praticados, são necessários menos de 10.000 kms para amortizar a diferença de preço e apenas 20.000 kms no caso de um Dacia Duster. Ou seja, em média, um ano de utilização será suficiente para amortizar a diferença de custo de aquisição de um automóvel bi-fuel, já que os custos de manutenção, que os clientes da Dacia tanto valorizam, são equiparados aos das versões a gasolina equivalentes.

A instalação de dois depósitos de combustível autónomos e a capacidade de alternar entre o consumo de GPL e de gasolina, permite aumentar significativamente a autonomia dos modelos Dacia ECO-G. Com os dois tanques atestados (por uma questão de segurança, o depósito de GPL só pode ser cheio até um limite máximo de 80% da sua capacidade), a autonomia pode chegar ou até superar os 1.000 kms. A somar a este facto, a disponibilidade total de gasolina e o número crescente e disseminado de postos de abastecimento com GPL, permite afirmar que a capacidade de percorrer distâncias de um Dacia ECO-G é interminável.

A Dacia assegurou que a alternância entre os dois tipos de combustível (GPL e gasolina) é muito simples e intuitiva, podendo ocorrer de forma manual, através de um comutador instalado no habitáculo, ou automática, quando o sistema detecta que um dos depósitos estiver vazio. Para controlar o nível de GPL, todos os Dacia estão equipados com um indicador específico.

Sempre que for atestar, o processo também decorre de forma simples e célere, não demorando mais de dois minutos.

A nova gama Dacia Bi-Fuel já está disponível na Rede de Concessionários com os seguintes preços:

  • Sandero ECO-G 100 Comfort: 12.040€
  • Sandero ECO-G 100 Stepway: 14.220€
  • Sandero ECO-G 100 SL Dacia Go: 14.720€
  • Logan ECO-G 100 Comfort: 10.840€
  • Logan MCV ECO-G 100 Comfort: 12.940€
  • Logan MCV ECO-G 100 Stepway: 15.120€
  • Logan MCV ECO-G 100 SL Dacia Go: 15.620€
  • Lodgy ECO-G 110 Comfort: 17.750€
  • Lodgy ECO-G 110 Stepway: 19.430€
  • Duster ECO-G 100 Comfort: 15.450€
  • Duster ECO-G 100 Prestige: 17.300€
  • Duster ECO-G 100 SL Dacia Go: 17.600€

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *