Como o Autopilot da Tesla aprende a conduzir

Ter um automóvel a conduzir de forma autónoma sem intervenção de um condutor humano é uma tarefa tecnicamente difícil, e temos o responsável pela divisão de A.I. e computer vision da Tesla – Andrej Karpathy – a explicar-nos porquê.

Bastariam todos os prazos não cumpridos da Tesla / Elon Musk quanto à condução autónoma para demonstrar que a coisa não é nada simples. Mas, quem se interessar pelos detalhes técnicos não irá querer perder o vídeo de Andrej Karpathy a falar das muitas variáveis com que é preciso lidar. Aborda também a opção da Tesla em não utilizar LIDARs nem depender de mapas especializados para condução autónoma, em vez disso acreditando que a solução mais eficiente é ter um Autopilot que possa conduzir tendo apenas informação visual daquilo que está em seu redor – tal como um condutor humano.

Mesmo assim, há muitos elementos visuais que se podem tornar complicados para um sistema de inteligência artificial, como sinais de trânsito obstruídos, ou que podem estar visíveis mas não serem significativos; entre outros cenários incomuns, como conduzir atrás de um camião cisterna em alumínio polido, cuja parte traseira é praticamente um espelho e que poderia baralhar todo o processo.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *