Alemanha proíbe Tesla de prometer “condução autónoma”

Há anos que a Tesla vende aos seus clientes a promessa de “condução autónoma total” como opção (por vários milhares de euros), mas na Alemanha essa promessa chega ao fim.

Os tribunais alemães proibiram que a Tesla faça referência à “capacidade para condução autónoma” na promoção dos seus produtos, por considerarem que a mesma constitui publicidade enganosa. A referência frequente às capacidades do Autopilot pode fazer os clientes acreditarem que o seu carro pode conduzir sem intervenção humana, e que tal sistema fosse permitido nas estradas germânicas.

A Tesla poderá recorrer da sentença, mas já se sabe que estará em terreno hostil para as suas pretensões e que provavelmente não terá muita sorte em querer discutir questões semânticas quanto ao que é ou não possível com o Autopilot no seu estado actual, e quanto ao que seria possível ou não, mas que não o é devido às limitações da legislação europeia – que permitem menos “liberdades” do que as que são possíveis nos EUA.

Dito isto, Elon Musk voltou a prometer recentemente que a tal capacidade de condução autónoma total poderá ficar pronta ainda este ano – e se desta vez isso se vier a confirmar, a bola passa a ficar do lado dos legisladores europeus, para definirem as regras em que tais sistemas poderão operar nas estradas europeias.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *