Satélites vão fazer “corrida até à morte” em órbita

Não é todos os dias que se lançam satélites para o espaço com o objectivo de os ver cair, mas é precisamente isso que será feito com a missão DragRacer este Outono, com um par de satélites que irá fazer uma “corrida” para ver qual é o primeiro a desintegrar-se na atmosfera.

O problema do lixo espacial é real, e está prestes a adquirir novas proporções à medida que se vão preparando constelações com milhares e milhares de satélites, como a Starlink da SpaceX. A missão DragRacer visa perceber melhor o processo de reentrada dos satélites na atmosfera, e para isso vai recorrer a dois satélites.

Nesta missão, teremos dois pequenos Cubesat lançados em órbitas idênticas, onde um seguirá o seu percurso natural, esperando-se que demore alguns anos até cair e se desintegrar na atmosfera; e onde o outro contará com a ajuda de uma “Teminator Tape” – uma longa fita com 70 metros de comprimento, que tem como objectivo desacelerar o satélite e acelerar significativamente o processo de reentrada, esperando-se que isso ocorra ao fim de 45 dias.

Se tudo correr como previsto, poderemos ver esta fita a fazer parte do lote de ferramentas a bordo de futuros satélites, como método eficiente para remover satélites avariados ou obsoletos de órbita, com a grande vantagem de funcionar sem necessitar de combustível.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *