Diferença da autonomia num Tesla em tempo frio e quente

Viajar em tempo frio é bastante mais penalizador para os automóveis eléctricos, com impacto significativo na autonomia, como demonstrou um teste realizado num Tesla Model 3 em Itália.

A questão da autonomia dos carros eléctricos é muitas vezes criticada injustamente, ignorando o facto de que é mais que suficiente para a maioria das pessoas e do uso típico diário que é dado ao carro. Mas, há outros aspectos que é interessante analisar e são relevantes, como a diferença que o Verão / Inverno terá na autonomia. E foi isso que foi posto à prova.

Um teste realizado em Itália com um Tesla Model 3, demostra que o impacto da temperatura na autonomia é bastante notório. O mesmo percurso de cerca de 1000 km foi feito em Janeiro e Outubro, e enquanto no segundo se conseguiu manter um consumo de 11.9 kWh / 100 km, no primeiro o consumo foi de 14.7 kWh / 100 km – e a explicação é que no primeiro teste as temperaturas eram de 6-15ºC, enquanto que no segundo eram bastante mais confortáveis, de 18-26ºC. É uma diferença significativa, superior a 20%, que convém que seja conhecida e devidamente considerada para efeitos de planeamento de viagens mais longas.

Dito isto, é também importante relembrar que o “pé” do condutor continua a ser o elemento mais decisivo nos consumos.

Conduzir em modo ecónomico no Verão pode resultar em consumos inferiores a 10 kWh / 100 km; mas carregar a fundo no pedal do acelerador pode elevar os consumos para os 80 kWh / 100 km! (Nada que não seja já bem conhecido de todos os que conduzem carros com motores a combustão).

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *