Simulacro na A16 testou resposta operacional em caso de acidente grave com vítimas

A Ascendi realizou no sábado, 19 de Dezembro, um simulacro de acidente na A16, no âmbito dos programas de treino dos procedimentos internos das suas concessões, em parceria com os B. V. de São Pedro de Sintra, que teve como objectivo testar e exercitar a resposta operacional quer da concessionária, quer das demais entidades com responsabilidade em matéria de protecção civil.

O cenário recriado foi um acidente de viação envolvendo um veículo de matérias perigosas, um veículo pesado de passageiros e veículos ligeiros, com um número elevado de vítimas.

Tratou-se de um simulacro de larga escala que envolveu 93 bombeiros, 50 viaturas, 110 operacionais e contou com a implementação de um posto no local que permitiu uma rápida selecção de todas as vítimas, definição de prioridades, salvamentos, desencarceramento e a evacuação para as unidades hospitalares de referência, de forma a garantir um tratamento rápido e adequado à situação clínica das vítimas.

Espera-se que o exercício tenha contribuído para melhorar a capacidade de resposta das equipas da Ascendi e dos Agentes de Protecção Civil, de modo a garantir a segurança nas vias, prevenindo maiores impactos e reduzindo os efeitos de eventuais acidentes.

Além da Ascendi e dos B. V. de São Pedro de Sintra, o exercício teve a participação operacional directa da Autoridade Nacional de Protecção Civil, do Serviço Municipal de Protecção Civil Sintra, dos Bombeiros de Sintra, Montelavar, Colares, Almoçageme, Algueirão Mem-Martins, Agualva-Cacém, Queluz, Belas e Alcabideche, da União das Freguesias de Sintra e da Guarda Nacional Republicana.

No exercício esteve presente o Presidente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), Rui Ribeiro, que salientou “a importância destas acções, numa óptica de coordenação entre os diferentes intervenientes, de forma a que o socorro e auxílio prestado às vítimas seja o mais eficaz, de qualidade e num curto intervalo de tempo. É também com estes exercícios que contribuímos para o desígnio nacional de Zero Mortos na Estrada, o único número aceitável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *