Satélites da OneWeb e Starlink quase colidiram

Tivemos novo caso de risco de colisão de satélites em órbita, envolvendo um satélite da OneWeb e Starlink.

A órbita terrestre está a ficar mais congestionada com o lançamento das mega-constelações de satélites, e casos de potenciais colisões começam a tornar-se cada vez mais frequentes. Este último incidente fez soar um alerta vermelho de risco de potencial colisão entre um satélite da OneWeb e um da Starlink, que iram passar a menos de 60 metros de distância.

Embora a constelação da OneWeb fique numa órbita superior aos dos satélites Starlink, este caso aconteceu enquanto um dos satélites enviado no seu último lote estava a deslocar-se para essa órbita mais elevada, e tendo que “atravessar” a rede Starlink, que já conta com perto de 1.400 satélites em órbita (a OneWeb por sua vez conta com 146 satélites, de uma constelação com um total de cerca de 650 satélites).

Coube à OneWeb deslocar o seu satélite, uma vez que era ele que estava a “passar” pela órbita dos Starlink, mas um pormenor curioso foi o facto da SpaceX ter desligado o seu sistema de anti-colisão automático com A.I. para que o seu satélite não efectuasse uma correcção que pudesse, ela própria voltar a pôr os satélites em risco de colisão após a manobra da OneWeb – uma medida que foi recebida com algum cepticismo e que relembra a necessidade de ter maior transparência nestes casos: afinal, de que servirá ter um sistema de “anti-colisão” se, quando esse risco aparece, tem que ser desligado?

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *