França abandona ficha CHAdeMo nos carros eléctricos

França dá o primeiro passo para acabar com o CHAdeMo nos carros eléctricos, deixando de o tornar obrigatório nos postos de carregamento rápido.

A transição para os carros eléctricos fez surgir uma série de sistemas diferentes de carregamento, e a França parece agora empenhada em acelerar a sua redução em caminho a um único sistema de carregamento universal (se é que isso será possível). A legislação anterior dizia que os postos de carregamento rápido DC teriam que incluir obrigatoriamente o sistema CHAdeMO, a par do CSS (DC) e Type 2 / Mennekes (AC), até ao final de 2024. Agora, cai por terra a obrigatoriedade do CHAdeMO, o que se tornará num forte incentivo para que os fabricantes automóveis adoptem o CSS e Type 2 com standard universal.

Os operadores dos postos de carregamento continuarão livres para incluir o CHAdeMO se assim o entenderem, e é provável que muitos o façam, já que este sistema é o utilizado no Nissan Leaf e outros carros, mas também a Nissan já anunciou que os seus futuros carros eléctricos, como o Ariya, irão contar com carregamento CCS na Europa.

Não nos surpreenderia que, por vontade dos fabricantes automóveis e operadores de energia, se tivesse uma ficha diferenciada por carro e operador, o que seria profundamente ridículo e complicaria desnecessariamente a vida aos utilizadores dos carros eléctricos (já nos chegam os dongles dos USB-C, não precisamos de andar com dezenas de adaptadores para carregar um carro eléctrico). É bom ver a França a não querer prolongar essa situação, e deixar bem claras as suas intenções de acelerar a convergência para um standard que, mesmo que não venha a ser universal em todo o planeta, pelo menos o será a nível Europeu.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *