UE multa VW e BMW em €875 milhões por esconderem emissões

A UE avança com multas contra o grupo VW e BMW, por terem conspirado para travar as tecnologias de redução de emissões, com a Mercedes a safar-se por ter denunciado o caso.

Este caso é distinto do escândalo dieselgate que afectou a VW. Nesse caso, a VW foi apanhada a utilizar um sistema deliberadamente concebido para esconder as emissões durante o processo de testes; fazendo com que os carros poluíssem bastante mais na sua utilização no dia a dia. Neste caso, o que se passou foi um acordo secreto entre os três gigantes germânicos, grupo VW (que inclui Porsche e Audi), BMW, e Daimler (Mercedes-Benz), que basicamente se resumia a que não iriam competir entre si para reduzir as emissões, limitando-se a fazer o mínimo possível nessa área – que no caso da VW e Mercedes, nem sequer era feito, recorrendo aos sistemas das batotas (a BMW mantém a posição de que nunca fez batota nos testes das emissões).

Isto fez com que, durante anos, estes fabricantes decidiram deliberadamente por não aplicar tecnologias que poderiam ter reduzido as emissões dos seus carros para níveis inferiores aos exigidos, resultando num dos piores exemplos de “cooperação” entre empresas… para o mal.

O grupo VW terá que pagar uma multa de €502 milhões, a BMW pagará €373 milhões, e a Daimler escapa a uma multa de €727 milhões por se ter tornado no “denunciante” do caso (uma opção lucrativa, como se vê). Apesar de parecem valores elevados, será preciso ter em conta a dimensão destas empresas. A VW teve nos últimos anos lucros de cerca de 10 mil milhões de euros anuais, e isto sem contar com os habituais benefícios fiscais e incentivos indirectos que tantas vezes recebem. A multa deveria ter sido bastante mais pesada, e acompanhada da obrigatoriedade de se sujeitarem a auditorias externas durante uma década.

Esperemos apenas que tudo isto contribua para uma aceleração da transição para os eléctricos – onde poderemos ver muitas “batotas” serem aplicadas a nível de tentarem melhorar a autonomia, mas pelo menos não irão lançar poluição (mais do que a que diziam emitir!) por todo o lado que passem.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *