Novo volante da Tesla tem mais desvantagens que vantagens

A Tesla poderá ter-se deixado seduzir pelo aspecto em vez da funcionalidade e comodidade para o novo volante dos Model S e Model X.

A Consumer Reports norte-americana revelou as primeiras impressões do novo volante futurista da Tesla, com base em 10 pessoas ao fim de uma semana de utilização, e os resultados não são positivos. Quando perguntaram a Elon Musk o motivo pelo qual os novos modelos vinham com este volante rectangular em vez do volante circular tradicional, Elon Musk começou por referir que os volantes circulares têm um aspecto “aborrecido”, e que este volante permite uma melhor visão do ecrã. Pois bem, a visão mais ampla do ecrã parece ser precisamente a única vantagem deste volante… com tudo o resto a ser uma enorme lista de desvantagens.

As críticas ao novo volante referem coisas como: ser demasiado grosso e nem permitir que seja agarrado firmemente, pouco confortável ao ponto de fazer doer as mãos, dificuldade a girar o volante completamente em manobras (e se escapar das mãos sendo extremamente complicado voltar a apanhá-lo, deixando o carro momentaneamente sem controlo), e a dependência total em botões “touch” – incluindo buzina, escovas dos vidros, máximos, piscas – que se tornam um pesadelo para se tentar acertar e activar, resultando em muitas activações inadvertidas das funções erradas. Algumas pessoas referiram até que a ausência da haste tradicional de controlo dos piscas se torna ainda mais incomodativa que o próprio volante.

Talvez algumas das críticas sejam apenas devidas à necessidade de um maior período de habituação, não se podendo ignorar que muitas serão feitas por condutores que estão condicionados há anos a utilizar os volantes tradicionais; mas veremos, à medida que mais pessoas forem recebendo os seus Tesla e forem acumulando semanas e meses de condução com este volante.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *