Voo de Richard Branson ao “espaço” saiu da rota designada

Richard Branson antecipou-se a Jeff Bezos na corrida até ao “espaço”, mas o seu voo está a ser investigado por ter saído da rota designada.

A Virgin Galactic levou Branson e mais alguns passageiros até (quase) ao espaço em Julho, batendo o voo de Bezos na Blue Origin alguns dias mais tarde. Mas agora surgem relatos de que o voo da Virgin Galactic enfrentou alguns problemas.

Aparentemente, durante o voo, os pilotos tiveram um sinal de alerta, e as opções eram cortar o motor e abortar o voo, ou continuar mas arriscando-se a sair da rota delineada. Não querendo envergonhar Branson no voo inaugural, terão optado pela segunda opção, que permitiu completar o voo mas saindo da rota marcada, originando uma investigação da FAA.

A resposta da Virgin Galactic foca-se em assegurar que a segurança da tripulação e passageiros é prioritária, e que nunca estiveram em risco – e que foi apenas devido aos ventos fortes que o voo saiu da rota marcada por menos de 2 minutos, e sem que tenha ultrapassado os limites de segurança reservados em redor do plano de voo. Mas, torna-se numa oportunidade perfeita para que os seus críticos e concorrentes ataquem a sua proposta, dizendo que são viagens que ficam dependentes da perícia e capacidade dos pilotos, e que o risco para haver variações como esta, ou piores, é extremamente elevada, face aos sistemas automatizados dos voos com foguetes como os usados pela Blue Origin ou SpaceX.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *