O que é a travagem regenerativa?

Os automóveis electrificados são actualmente veículos tecnologicamente muito evoluídos e claro, movidos a electricidade.

A maior parte das pessoas tende a pensar que o carregamento das suas baterias acontece quando o automóvel é ligado a um carregador, fonte de energia eléctrica, mas essa não é a única forma de repor a energia.

Os automóveis eléctricos e híbridos mais evoluídos contam com uma tecnologia designada sistema de travagem regenerativa. O que isto significa é que cada vez que deixa de acelerar, o motor eléctrico do automóvel passa a actuar como gerador permitindo assim recarregar as baterias.

O que na prática acontece é que a energia das baterias é consumida quando o veículo está em aceleração e é reposta quando o veículo está em desaceleração. Este processo acontece por via da conversão de energia cinética da travagem em energia passível de ser armazenada na bateria do automóvel.

Isto significa que além do benefício directo de aumentar a autonomia do veículo e reduzir a dependência da fonte externa de energia, também os travões do automóvel são poupados porque a travagem acontece por via do motor, aumentando assim a sua longevidade e reduzindo a necessidade de manutenção e também os custos associados.

O novo Kia EV6, por exemplo, é dotado da mais recente geração do sistema de travagem regenerativa. Este sistema é comandado por patilhas localizadas na parte de trás do volante e permite ao condutor travar o automóvel, de forma a recuperar energia, aumentando não só a autonomia, mas também a eficiência energética. Neste novo modelo da Kia o condutor pode optar entre seis níveis de travagem regenerativa (nenhum, 1 a 3, “i-PEDAL” ou modo automático), consoante o nível de recuperação energética pretendido. Para permitir a regeneração máxima pode optar pelo modo de condução “i-PEDAL”, sendo que neste caso a travagem suave do automóvel dispensa o uso do pedal de travão.

https://youtu.be/ytPGkfzmTF0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *