BMW com mensalidade para bancos aquecidos e faróis automáticos

A BMW continua a insistir nas subscrições para acesso a funcionalidades que nesta altura já deveriam ser oferecidas de base nos automóveis.

A indústria automóvel continua a querer replicar algumas fórmulas do mundo das apps, agora com a disponibilização de alguns extra mediante pagamentos mensais. Nas apps, e após forte incentivo da Apple, os developers passaram das habituais apps compradas para a praga do modelo de subscrição – agora com qualquer app básica a pedir o pagamento de mensalidades para o resto da vida. E os cifrões parecem ter atraído algumas marcas automóveis.

A BMW já tinha replicado o conceito de compras in-app para desbloquear extras nos carros, mas agora expande isso com modalidades de subscrição. Por exemplo, ter direito aos bancos aquecidos é algo que pode custar £15 por mês (com direito a desconto pela opção de 1 ano ou 3 anos), enquanto o assistente de máximos custa £10 por mês.

Infelizmente, é uma prática que, por muito que se deteste, parece ser inevitável (tal como o foi nas apps). Com a opção alternativa, para quem não concorda, a ser procurar outras marcas, onde tudo isto que é vendido como “extra” na BMW, é equipamento de série que não obriga a ter mais preocupações com mais um valor a pagar todos os meses.

Basta relembrar que também a Mercedes quer 500 euros por ano para virar as rodas traseiras mais alguns graus no EQS.

Avizinham-se boas perspectivas de negócio para empresas que façam o desbloqueio de funções dos automóveis, com firmwares modificados.

Publicado originalmente no AadM

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *