NASA revela primeiras imagens do James Webb

A NASA mostrou o Webb’s First Deep Field e outras imagens do seu mais recente telescópio espacial James Webb.

Depois de muitas décadas, temos finalmente o culminar de todo o trabalho aplicado no desenvolvimento do telescópio espacial James Webb, que se torna no mais poderoso telescópio a poder perscrutar o universo com os seus sensores de infra-vermelhos, e que pode revelar detalhes sobre a composição da atmosfera de exoplanetas.

Ao estilo da famosa imagem Deep Field do Hubble, a NASA estreia o arranque do Webb com a Webb’s First Deep Field (imagem acima).

A imagem revela milhares de galáxias, incluindo algumas que não eram visíveis anteriormente, e que se amontoam numa secção do céu equivalente à de um grão de areia. Por impressionante e importante que seja – e não desvalorizando tudo o que esta imagem significa – confesso que é uma imagem que não parece tão impressionante quanto a imagem Deep Field do Hubble o foi. Felizmente, a NASA não se ficou por aqui.

A par daquela imagem mostrou outras, que nos mostram uma estrela moribunda, o quinteto de galáxias “Stephan’s Quintet” captado com a melhor qualidade de sempre (150 megapixeis), e um berçário onde são criadas novas estrelas na Carina Nebula.

Estas acabam por ser bastante mais impressionantes, e serão apenas as primeiras de muitas que seguramente irão sendo captadas ao longo das próximas décadas, com cada uma delas a permitir-nos conhecer um pouco melhor o Universo.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.