Tesla Cybertruck começa nos $61.000

A Tesla começou finalmente a entrega dos Cybertruck, com alguns anos de atraso, com preço inflacionado face ao que tinha sido indicado inicialmente, e estreando um sistema de carregamento bidireccional Powershare e volante by-wire.

Num evento bastante modesto (apesar de Musk ter referido que iria repetir o teste de resistência do vidro com a bola de metal, acabou por fazê-lo com uma bola de baseball), onde nem sequer foram referidos os preços e autonomias – que tiveram que ser apanhados no site – marcou-se o início das entregas dos primeiros Cybertruck.

Começando pelos pontos mais importantes, o Cybertruck chega em três variantes:

  • Single motor – tracção traseira: $60.990 com autonomia de 400 km (só disponível a partir de 2025)
  • Dual Motor – tracção integral: $79.990 com autonomia de 547 km
  • Tri Motor “Cyberbeast” – tracção integral: $99.990 com autonomia de 515 km

São preços que ficam muito longe das expectativas iniciais; a Tesla tinha inicialmente indicado um preço de $39.900 para o modelo base, que agora custa mais 50%, e que certamente irá fazer com que muitas das pré-reservas sejam canceladas. Também a autonomia, que inicialmente referia 800 km, foi substancialmente reduzida; embora a Tesla anuncie a possibilidade de se usar um “extensor de autonomia” – que não é um gerador a combustível (como acontece noutras marcas) mas sim um pack de baterias adicional que rouba cerca de um terço do espaço de carga na traseira.

O Cybertruck estreia o sistema Powershare, que permite o carregamento bidireccional, podendo fornecer energia a uma casa ou até usando as tomadas na traseira para recarregar outro veículo eléctrico. Algo que certamente começará a ser aplicado a todos os futuros modelos da Tesla. Também é referido que o Cybertruck usa um sistema de volante by-wire, embora na página oficial da Tesla não seja feita qualquer menção a isso.

Com estes preços, o Cybertruck arrisca-se a ter um futuro bastante complicado, embora seja algo que nesta primeira fase não se irá fazer sentir. Com um volume de produção bastante limitado, este primeiro ano não deverá ter dificuldade em encontrar fãs suficientes para assegurar o seu escoamento. E, em 2025, a chegada do modelo mais “barato” ampliará a gama de interessados. Ainda assim, haverá certamente muitas pessoas que estariam interessadas em comprar um Cybertruck ao preço inicialmente prometido de 40 mil dólares, mas que não estarão dispostas a pagar mais de 60 mil.

Publicado originalmente no AadM

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *