Piloto tetraplégico volta a conduzir Corvette de competição só com a cabeça

É certo que já temos carros que são capazes de conduzir sozinhos, mas qual seria a piada disso para um piloto de competição. Sam Schmidt é um piloto de competição que em 2000 ficou tetraplégico devido a um acidente. Agora, está prestes a regressa aos comandos de um potente Corvette de competição modificado para ser conduzido apenas com movimentos da cabeça.

Arrow_01

O sistema usa múltiplas câmaras para detectar a posição da cabeça do piloto e comandar a direcção e aceleração, com o único elemento “físico” de controlo a ser um sensor de pressão que fica colocado na boca do piloto e que controla os travões. Mas não se pense que as coisas ficam por aqui, para segurança do piloto existe ainda um GPS de alta precisão (capaz de indicar a posição 100 vezes por segundo) que detecta quando o automóvel se aproxima dos limites da pista e que alerta o piloto, corrigindo automaticamente a direcção se este não o fizer; e para além disso há um copiloto que pode tomar o controlo do veículo a qualquer momento, e também a equipa nas boxes o poderá fazer remotamente.

Arrow_02

Mesmo assim, este veículo não irá entrar em competição directa com os outros pilotos, funcionando apenas como uma montra tecnológica de sistemas que no futuro poderão vir a ser integrados noutros veículos e proporcionar novas formas de controlo.

Deveremos poder vê-lo em acção já no próximo dia 25 na Indy 500, onde irá fazer algumas voltas (sozinho) em pista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *