A privacidade dos dados recolhidos pelos automóveis

Se a questão da privacidade e do acesso aos nossos dados se faz sentir nos smartphones e na web, também já se vai preparando o caminho para como deverão ser tratados os dados recolhidos pelos nossos automóveis cada vez mais inteligentes.

CarPrivacy_01

Com os carros a ficarem ligados aos fabricantes (e ao mundo), facilmente se percebe a utilidade de o sistema poder chamar automaticamente os serviços de emergência em caso de detectar um acidente; ou de recomendar uma ida à oficina, onde eles já saberão qual será a coisa a tratar por terem os dados do veículo. Mas… e se esses dados forem usados para determinar se um condutor é um “acelera” e essa informação for cedida às seguradoras; ou se forem usados para saber por onde andamos e essa informação for usada para nos tornar alvo de campanhas das lojas nas proximidades?

A Auto Alliance quer evitar esse tipo de situações, e quer que fique bem claro que todos os dados potencialmente recolhidos por um automóvel pertencem aos respectivos donos, e que qualquer utilização dos mesmos seja feita com total transparência.

CarPrivacy_02

Traduzindo isto para o mundo real, parece-me que a compra de um automóvel no futuro será um processo onde passaremos alguns longos minutos iniciais a configurar o veículo, passando por um checkist de permissões ao estilo das que nos são pedidas quando instalamos uma app num smartphone ou tablet: Dá permissão ao carro para usar o GPS? Dá permissão para que se use a sua lista de contactos no telemóvel? Dá permissão para que os dados sobre a sua forma de condução sejam enviados para a marca? Dá permissão que as suas preferências sobre os controlos climáticos sejam usados para efeitos estatísticos? Dá permissão que as suas preferências musicais sejam partilhadas com as editoras? Dá permissão para que os postos de combustível que utiliza sejam partilhados com as gasolineiras? Etc. etc.

… Mas resta-nos sempre a hipótese de que os carros autónomos tornem obsoleta a questão de se ter carro próprio, e se for esse o caso também nos livram de responder a tudo isto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *