Carro sem condutor do Google aprende a “cortar as curvas” como os humanos

O percurso que nos levará até a um mundo onde os carros dispensam os condutores ainda tem muitas curvas pela frente, mas o Google quer acelerar caminho e está a ensinar os seus carros a cortas as curvas de forma mais eficiente, ao estilo do que faz um condutor humano.

GoogleCar_Cut_1

Os carros do Google já se começam a tornar em mais que meros veículos de transporte (já são também autênticos postos móveis de detecção de poluição e qualidade do ar), mas mais interessante de um ponto de vista tecnológico será a afinação dos seus algoritmos de condução, que agora lhe permitem dar curvas de forma idêntica à de um condutor humano.

O sistema de planeamento da trajectória a seguir era, tradicionalmente, bastante cauteloso e optava por se manter mais afastado das bermas e passeios, como forma de se precaver contra eventuais movimentos inesperados dos peões. Agora, com tecnologia mais recente e sistema de detecção dos peões mais robustos, o Google já tem confiança em fazer com que os seus carros sigam uma trajectória idêntica à que seria feita por um condutor humano.

GoogleCar_Cut_2

Esta alteração não só torna a viagem mais agradável para os passageiros a bordo, como também resulta numa melhor indicação visual para quem circula na estrada (e peões) da trajectória que o carro vai tomar, com as curvas a iniciarem-se mais cedo, em vez de parecer que ir
a seguir em frente e depois virar mais tarde.

Mas… decerto ainda irão surgir muitas situações em que estes sistemas autónomos irão ficar intrigados com aquilo com que se depararão nas estradas, optando por dizer: caro condutor, faça favor de pegar no volante, que eu já não tenho paciência para isto! 🙂

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *