WannaCry obriga Honda a encerrar fábrica

O ransomware WannaCry que aterrorizou computadores por todo o mundo continua a fazer vítimas, e nem as grandes marcas escapam, com a Honda a ter sido forçada a encerrar uma das suas fábricas devido a esta praga.

Os executivos da Honda juntaram-se ao grupo de pessoas com “vontade de chorar” ao serem forçados a suspender produção na sua fábrica de Sayama no Japão na segunda-feira da semana passada, depois de ter sido detectado o WannaCry na rede interna da fábrica.

Não há relatos sobre se a Honda terá decidido pagar o resgate (ainda há dias foi notícia uma empresa sul-coreana que pagou 1 milhão de dólares para recuperar os seus dados de outro ransomware), mas a produção regressou à normalidade logo no dia seguinte, relembrando o aspecto crítico de se terem soluções que permitam uma rápida reacção e recuperação em caso de ataques deste tipo. Ter uma fábrica parada durante um dia certamente que ficará bem caro, mas mais caro seria tê-la parada três, quatro, ou até mais dias.

Fica o alerta para o perigo de subestimar o WannaCry e, depois da mediática vaga de ataque inicial, pensar que já não representa uma ameaça.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *