New Horizons chegou a Ultima Thule

Depois de ter passado por Plutão em 2015 e revelado as mais detalhadas imagens sobre o mais distante planeta do sistema solar, a New Horizons vai agora ainda mais longe, passando pelo mais distante objecto a ser explorado, chamado Ultima Thule.

Com cerca de 30 kms e uma forma bastante irregular, Ultima Thule faz parte dos milhões de objectos que compõem a cintura de Kuiper e a visita da New Horizons ajudará a compreender melhor a sua composição e existência.

Situado a cerca de 6,5 mil milhões de quilómetros, a sonda passará a “somente” 3.500 kms deles – o que equivale a um “voo rasante” – após o qual, se tudo correr bem, começarão a ser enviados os dados recolhidos. Um processo que irá demorar bastante tempo – 20 meses, pelo menos – considerando que a esta distância a sonda consegue enviar dados a uma velocidade de apenas 1kbps. Para dar uma ideia, uma imagem de 1MB demorará mais de 2 horas a ser transmitida… Sendo que a recepção da primeira imagem após esta passagem é esperada para hoje.

uma das imagens de Ultima Thule captada antes da passagem

Caso tudo corra bem, a New Horizons ainda terá 11 kg de combustível que poderá ser utilizado para ir espreitar outro objecto que esteja ao seu alcance.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *