Mazda apresentou o MX-30, o seu primeiro veículo 100% eléctrico

O primeiro modelo 100% eléctrico de produção em volume da Mazda, o MX-30 foi hoje apresentado no Salão Automóvel de Tóquio.

Desenvolvido para clientes que não pretendem sacrificar o prazer de condução quando adquirem um automóvel eléctrico, este modelo fica de imediato disponível em regime de pré-encomenda logo após este certame.

Adoptando umas portas exclusivas do tipo freestyle, materiais ecológicos e uma bateria de dimensão ideal, o novo MX-30 garante uma autonomia na ordem dos 200 kms, ao mesmo tempo que permite superar a média de 48 kms das deslocações diárias dos clientes europeus, representando outro passo positivo na abordagem, de múltiplas soluções, da Mazda com vista à redução de emissões, na sequência da recente introdução no mercado do inovador motor Skyactiv-X.

Como acontece em todos os modelos Mazda, o MX-30 proporciona uma sensação de condução muito natural e de resposta imediata nas situações de condução do quotidiano, acelerando, virando e travando exactamente como se pretende.

No Mazda MX-30 isso foi alcançado através das inovadoras abordagens de engenharia inerentes ao pacote e-Skyactiv, que também abrange a bateria, elemento perfeitamente integrado na estrutura do veículo, realçando a rigidez total do chassis e fornecendo a correcta resposta aos inputs do condutor.

Para além disso, dada a importância do som na percepção do condutor do binário e da velocidade, os engenheiros da Mazda também desenvolveram, para o habitáculo do Mazda MX-30, um sistema de som electrónico, sincronizado com o binário do motor em termos de frequência e pressão sonoras. Isto leva a menores variações na velocidade do veículo, resultando numa condução muito estável, ainda mais suportada pelo sistema G-Vectoring Control (GVC) da Mazda, entretanto expandido com as vantagens do motor eléctrico (G-Vectoring Control Plus eléctrico).

O Mazda MX-30 continua centrado no conceito “less is more” do design Mazda, presente quer no exterior como no interior dos seus modelos. O habitáculo traduz uma sensação de unidade, fluindo a partir do topo do pilar A até à extremidade traseira. A cor do tejadilho emoldurado torna essa sensação ainda mais clara. As portas do tipo freestyle dão ao Mazda MX-30 uma silhueta distintiva e elegante, garantindo aos clientes um acesso facilitado aos seus bancos dianteiros e traseiros.

No seu interior destacam-se os materiais ecológicos, substituindo-se parte significativa de elementos em couro real por uma alternativa vegan. Recorre-se, ainda, à cortiça de origem ambiental na consola central flutuante, a qual permite um espaço de armazenamento criativo.

O Mazda MX-30 está já disponível em regime de pré-encomenda em alguns países europeus (incluindo Portugal) e chegará aos mercados na segunda metade de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *