Starship 4 supera teste criogénico de pressão

Depois de três Starships destruídas, a SpaceX conseguiu finalmente que a Starship SN4 suportasse o teste inicial de pressão criogénica, abrindo as portas aos testes com motores.

Embora Elon Musk desde o início tenha dito que a metodologia de desenvolvimento para a Starship consistiria em criar novas versões ao ritmo mais rápido possível, em jeito de evolução acelerada, não se conseguia evitar um pouco de “desmotivação” ao ver os três primeiros protótipos a estourarem durante o teste inicial que pretende validar se os seus tanques são capazes de aguentar a pressões a baixas temperaturas. Felizmente não tendo sido à terceira, foi à quarta.

A Starship SN4 aguentou o teste (finalmente), numa altura em que a SN5 também já está a ser montada, e avançará agora para a fase em que lhe será instalado um único motor Raptor. O primeiro teste consistirá num disparo estático do motor, que sendo bem sucedido permitirá avançar para um “salto” de baixa altitude, em que a Starship levantará voo até aos 150 metros, permanecerá no ar, e depois aterrará. Para a SN5 os planos são de instalar três motores Raptor, o que permitirá fazer o mesmo tipo de teste mas atingido uma maior altitude.

Esperemos que tenha sido o fim da fase “explosiva” das Starships, e que as coisas possam continuar a ritmo acelerado no caminho para a produção de uma Starship em versão final.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *