Airbus desenvolve solução para adaptar aviões de passageiros para operações de carga

A Airbus está a desenvolver alterações nas famílias das aeronaves A330 e A350 para permitir às companhias aéreas instalar paletes de carga no espaço dos assentos das classes económicas, depois destes retirados.

Esta solução vai ajudar à continuidade do negócio das companhias aéreas e também aliviará a escassez generalizada da capacidade de carga no porão, devido à inactividade generalizada das aeronaves de longo curso no contexto da pandemia do Covid-19. Além disso, vai ajudar a dar resposta às necessidades dos voos humanitários transportarem grandes quantidades de equipamentos médicos e outros abastecimentos para onde são mais necessários, mesmo entre locais distantes, com a maior rapidez possível.

Comparativamente com o transporte de carga nos assentos, esta solução da Airbus facilita as operações de carga e descarga, tornando-as mais fáceis e rápidas, e reduz o desgaste dos próprios assentos. A segurança extra de protecção contra incêndios e a capacidade de restrição de carga de 9g para impedir deslocações durante os voos são outros dos benefícios.

Esta modificação é apresentada aos operadores como parte do pacote Airbus Service Bulletin (SB). Ao abrigo deste acordo a Airbus define o âmbito dos trabalhos de engenharia e fica também responsável pelo processo de obtenção do certificado específico da Agência Europeia para a Segurança da Aviação (AESA). Este pacote de serviços inclui a retirada dos assentos e dos sistemas de entretenimento a bordo (IFE), a instalação das paletes de carga e dos equipamentos de segurança e a reinstalação dos elementos originais das cabines de passageiros para o regresso às operações com passageiros. O pacote Airbus SB estará disponível também depois da pandemia da Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *