Dyson mostra o seu carro eléctrico de 500 milhões de libras

O multi-milionário Sir James Dyson, mais conhecido pelos seus aspiradores, revelou finalmente o seu carro eléctrico que prometia ser revolucionário mas que, após nele ter gasto mais de 500 milhões de libras, foi cancelado.

O automóvel eléctrico “N526” da Dyson teria sete lugares, com o protótipo a seguir linhas inspiradas nos Range Rover, usando dois motores de 200kW. No entanto, aquilo que o separaria da concorrência – incluindo o Model S e Model X da Tesla – era a sua autonomia anunciada de 965 km, e sendo uma autonomia que poderia ser atingida mesmo em baixas temperaturas, com o aquecimento do habitáculo ligado, e a circular a 112 km/h na auto-estrada.

Isto porque o N526 utilizaria baterias de estado sólido criadas pela Dyson, que supostamente teriam inúmeras vantagens face às baterias existentes. Vantagens essas que, mesmo com o projecto a ter sido cancelado, a Dyson espera ver surgir no mercado através de licenciamento para que outros fabricantes utilizem as suas baterias.

Por muito que a Dyson gostasse de trazer este carro para o mercado, diz que as condições não são viáveis para o fazer, sendo que cada carro vendido teria que ter um lucro de 150 mil libras só para dar para os gastos. E assim, mesmo depois de já ter investido 500 milhões de libras do seu próprio dinheiro no projecto, Sir James Dyson decidiu que, por agora, o sonho de criar um carro eléctrico teria que ficar apenas pelas boas intenções.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *