Satélite Capella-2 vê o mundo do espaço com resolução de 50cm

Há um novo satélite em órbita capaz de ver o mundo em alta-resolução, mas com a diferença de não estar dependente de ser dia ou noite, ou de haverem nuvens sobre o ponto de interesse.

Há muito que sistemas como o Google Earth nos colocaram na imaginação a possibilidade de ver todo e qualquer ponto a partir do espaço, em alta-resolução. No entanto, esse desejo também fomentado pelo que vemos em filmes de espiões, rapidamente choca com algumas limitações de ordem prática. Ter uma câmara num satélite é interessante para algumas coisas… mas não nos podemos esquecer que uma câmara apenas consegue ver aquilo que é “visível” – e num planeta com grandes secções cobertas por nuvens, e metade do planeta mergulhado na escuridão da noite, as coisas ficam complicadas.

Mas não para o Capella-2. Este satélite usa SAR (Syntethic Aperture Radar), que como o nome indica, usa ondas de radar para varrer a terra, e cria imagens de alta-definição que permitem detectar e identificar objectos com apenas 50×50 cm. E a grande vantagem, é que é indiferente se é dia ou noite, ou se existem nuvens pelo meio. No entanto, e contrariando alguns fãs das teorias da conspiração, não consegue ver através de paredes.

O serviço está disponível não só para forças da autoridade como também para os utilizadores comuns, que podem solicitar uma captura de qualquer ponto do planeta, desde que estejam dispostos a pagar por isso, e não se trate de tentar aceder a zonas “sensíveis” que poderão necessitar de aprovação prévia das autoridades competentes.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *