Citroën assinou acordos comerciais para fornecimento de Ami e Ami Cargo em Portugal

A Citroën assinou três contratos de fornecimento de unidades AMI e My AMI Cargo, duas soluções de mobilidade 100% eléctricas desenvolvidas pela Citroën, num volume que, no seu conjunto, se aproxima das 600 de unidades.

CTT adquirem 160 My AMI Cargo para a distribuição postal em Portugal
Empresa de referência no nosso país, os CTT protagonizaram o mais recente contrato com a Citroën para a aquisição da irreverente e disruptiva proposta de mobilidade 100% eléctrica AMI, que irá permitir um reforço da frota de distribuição postal dos CTT a nível nacional. A partir deste mês começarão a entrar ao serviço dos CTT, 160 unidades da solução profissional de emissões zero My AMI Cargo, concebida e dimensionada para operar no interior das localidades, designadamente para a distribuição de pequenas encomendas e do mais diverso tipo de correio postal.

Um Citroën AMI na assinatura de um contrato-promessa de compra e venda no empreendimento Aurya
Também este mês se celebrou um contrato com a Habitat Invest, numa parceria que envolve a entrega das chaves de mais de 400 quadriciclos AMI 100% eléctricos, e respectivos títulos de  propriedade, aos clientes que assinem um contrato-promessa de compra e venda para a aquisição de um apartamento no futuro Empreendimento Aurya, num total de 407 habitações, a edificar por fases, ao longo dos próximos anos, na região de Loures, nos arredores da capital.

Contrato com a Portway envolve 13 unidades AMI para os aeroportos nacionais
O primeiro destes três acordos foi estabelecido com a Portway, envolvendo o fornecimento de 11 unidades My AMI Cargo e 2 AMI de passageiros, destinados às operações desta empresa de ground handling, a primeira certificada para operar em infraestruturas aeroportuárias nacionais. Adaptados às necessidades de operação da empresa, os AMI foram alvo da aplicação de elementos extra – designadamente um painel solar para alimentação de diversos materiais de suporte às operações da Portway – e estão já activos, numa primeira fase, no Aeroporto de Lisboa, passando também a circular muito em breve nos runways do Porto, de Faro e do Funchal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *