Audi troca aço das molas de suspensão por materiais compósitos

Esqueçam tudo o que conhecem acerca de suspensões automóveis.
A Audi está a revolucionar as regras e a construir molas de suspensão a partir de materiais compósitos baseados em fibra de vidro reforçada, em vez do tradicional aço.

Audi_suspensao

As novas molas, à esquerda na imagem, são feitas a partir de fibras de vidro coladas e revestidas por uma resina epoxy. Depois, uma máquina trata de torcer as fibras à volta de um núcleo central a cerca de 45 graus da direcção da mola; este emaranhado é depois revestido com a resina epoxy e “curado” a cerca de 100 graus centígrados.

O resultado final são umas molas que apresentam um diâmetro de espiral maior que as tradicionais molas de aço e o seu diâmetro total também acaba por ser maior. Então, qual é a vantagem destas novas molas?
O peso! Enquanto uma mola de aço para um carro de tamanho médio pesa cerca de 6 quilos, estas novas molas pesam apenas 3 quilos e meio, o que representa menos 40 por cento de peso nas molas e cerca de 10 quilos em todo o carro.
É claro que 10 quilos não é nada de especial no peso total de um carro, mas é raro conseguir-se uma poupança tão significativa através da modificação de um único componente. Para além de que estas novas molas são resistentes à corrosão e a sua produção gasta menos energia.

Estas novas molas devem começar a ser utilizadas num dos novos modelos de gama média da Audi até ao final deste ano.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *