FIAT S76 com 28.5L de cilindrada ressuscita um século depois

Quando se fala de FIATs, a maioria das pessoas associará o nome com carros económicos de gama média. Mas a história da FIAT tem alguns automóveis que só poderão ser descritos pela palavra “monstros”, como é o caso deste S76 que foi agora ressuscitado.

Fiat_S76_01

Recue-se mais de um século, até ao distante ano de 1910, e será difícil imaginar o que terá levado a FIAT a criar este S76. Um automóvel com um motor de 28.5L e que rapidamente foi baptizado de “A Besta de Turim”. Bem, na verdade sabemos porque motivo a FIAT o construiu: o seu objectivo era bater o recorde de velocidade, que na época era detido por Blizen-Benz com motor de 21.5L e 200hp.

Portanto… nada como subir a parada. A FIAT criou este monstro com 28.5L de cilindrada e 300hp, mas mesmo com a mais alta tecnologia da época aplicada ao motor (quatro válvulas por cilindro, múltiplas ignições por ciclo, árvore de cames à cabeça, etc.) o S76 nunca conseguiu bater o recorde de velocidade, e foi caindo no esquecimento… até agora ter sido recuperado para um documentário que deverá ser lançado no início de 2015.

Até lá, podem ver o que é esta “besta” a trabalhar; sendo necessário ter consciência que cada um dos seus quatro cilindros terá uma cilindrada de mais de 7.1L. Basicamente, é quase como ter a cilindrada de todo um motor V10 de um Viper, num só cilindro!

… Penso que será seguro podermos dizer que é melhor nem sequer perguntarmos quanto é que um motor destes gastará por cada 100Km, nem tão pouco as suas emissões poluentes – tanto a nível de partículas como a nível de ruído, como poderão ouvir já a seguir! 🙂

 

[vimeoembed id=”113158655″]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *