Câmara de Lisboa vai substituir 20.000 semáforos e poupar 95% de energia

Substituir mais de 20 mil lâmpadas convencionais por ópticas LED nos semáforos da cidade de Lisboa foi o desafio colocado à Soltráfego, para a implementação do projecto que se insere na Estratégia de Eficiência Energética da Câmara de Lisboa, desenvolvida pelo Município e pela Agência de Energia e Ambiente, Lisboa E-Nova.

CML_Semaforos_01

Este projecto adjudicado por concurso público internacional, enquadra-se no programa Eco.AP, sendo o primeiro contrato de performance energética realizado com uma entidade pública em Portugal e apresenta uma estrutura de negócio inovadora e totalmente sustentável para o município: o investimento é totalmente suportado pelo promotor privado, e amortizado pelas economias obtidas através da redução da fatura energética da CML.

Segundo Carlos Oliveira, CEO da Soltráfego “a intervenção em 8.500 semáforos irá permitir ao município de Lisboa uma poupança significativa em energia e a modernização de todo o sistema de iluminação dos semáforos com recurso à tecnologia LED, sem qualquer custo. A mudança vai traduzir-se numa poupança de cerca 95% na factura energética do município de Lisboa com uma redução de encargos de 850 mil Euros por ano.”

CML_Semaforos_02

Dotados com tecnologia LED, os novos semáforos contribuem para a optimização da eficiência e desempenho energético e para a segurança rodoviária, garantindo maior visibilidade e ausência do “efeito fantasma”. Em termos de fiabilidade, os módulos LED são considerados a melhor solução a curto e longo prazo, não apenas em termos energéticos mas também com a redução de custos de manutenção. Segundo dados da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), a vida útil de um semáforo LED é de 10 anos, um período de tempo bastante elevado quando comparado com os semáforos com lâmpadas incandescentes que duram em média 6 a 9 meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *