Próxima viagem da Soyuz à ISS demorará 2 dias em vez das 6h habituais

A ISS orbita a Terra a cerca de 400Km de distância, mas a próxima viagem até lá vai demorar dois dias.

Soyuz_ISS_01

Desde 2013 que a viagem até à ISS tem sido feita em 6h, cortando consideravelmente o tempo que era necessário. No entanto, devido a questões de segurança, a próxima viagem voltará a utilizar o método antigo, mais lento e com maiores precauções, e que faz com que todo o processo demore cerca dois dias. É que a ISS foi forçada a fazer algumas manobras para evitar lixo espacial, e isso alterou a sua órbita habitual.

Embora o facto da distância até à órbita da ISS ser de apenas 400Km, uma viagem até acaba por ser o equivalente a disparar uma bala do solo que terá que acertar “suavemente” num alvo que viaja a 28000Km/h (mais de 7 quilómetros por segundo!) O processo tradicional obriga por isso a que seja feita a inserção na órbita correcta, e depois uma aproximação lenta e demorada, de modo a fazer coincidir as velocidades e a sua intercepção – enquanto que no processo “acelerado”, equivale a lançar a Soyuz praticamente para cima da ISS, permitindo a drástica redução do tempo, mas também havendo menor margem de manobra para erros ou eventualidades inesperadas.

Com a órbita habitual a ter sido modificada, a a agência espacial Russa opta (e bem) por jogar pelo seguro… e fazer as coisas à moda antiga. É da maneira que os três astronautas que seguem a caminho da ISS vão poder ter uma experiência da aventura espacial ao estilo dos “bons velhos tempos”! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *