Fica mais barato andar de Uber do que ter carro próprio?

Dificilmente haverá duas pessoas com os mesmos requisitos de transportes, mas há pelo menos uma que diz que lhe fica bem mais barato andar de Uber do que ter o seu próprio carro.

Uber_01

Neste relato de uma pessoa que se mudou de São Francisco (onde tinha o seu carro) para Londres (onde passou a recorrer ao Uber), as contas não deixam margens para dúvidas: de mais de 10 mil dólares anuais em despesas com o carro, passou para cerca de metade recorrendo ao Uber.

Os exemplos de uns dificilmente servirão para outros, mas penso que o que mais interessa é levantar a questão que muitas vezes fica esquecida: se ter carro próprio é realmente a opção economicamente mais eficiente. Ou seja, esta afirmação de que andar de Uber pode ficar mais barato que ter carro próprio aplicar-se-ia também a muitos outros casos, como: andar de táxi fica mais barato que ter carro próprio; andar de bicicleta fica mais barato que ter carro próprio; ou andar de transportes públicos fica mais barato que ter carro próprio…

Mas muitas vezes as pessoas optam por dar prioridade à comodidade de ter carro próprio, mesmo que isso seja a pior opção possível. Tirando aquelas pessoas que passam a maior parte do dia a andar de carro, as outras acabam por ter um carro que passa a maior parte do seu tempo parado numa garagem ou lugar de estacionamento – o que definitivamente não será a melhor forma de “fazer render o investimento”.

Se as pessoas tivessem a confiança num serviço que sabem que os pode vir buscar numa questão de minutos, e levá-las até ao destino a preços competitivos… não se torna obrigatório repensar a questão de ter um carro? Parece-me que sim… e penso que à medida que nos formos aproximando da meta dos carros autónomos sem condutor, será obrigatório fazê-lo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *