Batota dos motores VW explicada pela… VW

A VW tem feito tudo o que pode para deixar para trás o escândalo das emissões camufladas, e para tentar fazer passar a imagem de total transparência quanto ao assunto, disponibiliza um vídeo que explica o que se passou e como irá resolver o problema.

vw

Enquanto ainda está meio mundo em choque por ver a complacência com que os governos está a lidar com o problema, a VW tenta limpar a sua imagem apresentando um vídeo técnico que explica o princípio de funcionamento de um motor diesel, as suas emissões, e as técnicas utilizadas para as minimizar. De seguida aborda a questão da “batota” que foi feita, para reduzir as emissões durante o período de teste, sendo que depois em condução normal essas emissões eram/são bem superiores aos limites máximos permitidos; e avança para as formas como supostamente pretenderá corrigir o problema.

Mas, o real problema é que os especialistas continuam a não estar convencidos pelas “soluções” avançadas pela VW, que consistem numa actualização do firmware para os motores 2.0 e 1.2, e num “optimizador de fluxo” – um pedaço de plástico – no modelo 1.6. Muitos dizem que a única solução real seria instalar um sistema SCR de tratamento dos gases de escape, mas que isso seria algo que custaria milhares de euros por cada veículo.

Enquanto se aguardam pelas correcções (e reacções a essas correcções) e quais serão as sanções aplicadas à VW (e demais marcas que têm sido apanhadas a fazer batotas idênticas), resta-nos esperar que todo este incidente sirva para acelerar a adopção dos automóveis 100% eléctricos e incentivar a chegada dos automóveis sem condutor, que potencialmente poderiam retirar das estradas cerca de 90% dos veículos, que na verdade passam a maior parte do tempo parados num estacionamento ou nas filas de trânsito (que eles próprios contribuem para criar).

 

https://youtu.be/VGp58WKP81Y

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *