Investigação ao AutoPilot da Tesla após acidente com vítima mortal resulta em elogios à marca

O trágico acidente que vitimou o condutor de um Tesla deu origem a uma investigação pela NHTSA (National Highway Traffic Safety Administration), mas o resultado do inquérito não poderia ser melhor… para a Tesla.

A investigação concluiu que o sistema não apresentou qualquer falha (face às suas capacidades), e que cabia ao condutor manter um olhar atento sobre a estrada, como o sistema vai insistentemente recomendando. A última interacção do condutor com o carro, dois minutos antes do acidente, tinha sido a de aumentar a velocidade de circulação; e segundo a agência, o camião atravessado na estrada teria sido perfeitamente visível para o condutor durante pelo menos 7 segundos, antes de se ter dado a colisão.

Outro ponto que a NHTSA faz questão de referir, é que desde a implementação do sistema de AutoPilot, os acidentes com os Tesla foram reduzidos em 40%. E falando de carros autónomos…

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *