Elon Musk promete Teslas autónomos “para breve”

Os condutores que tiverem ficado desiludidos com a última actualização do sistema de navegação dos seus Teslas poderão em breve ter uma boa surpresa, assumindo que a mais recente promessa de Elon Musk, de que a capacidade de navegação totalmente autónoma está para breve.

Actualmente, o sistema de navegação com Autopilot da Tesla acaba por poder ser equiparado ao que muitos outros veículos topo de gama oferecerem, tendo a capacidade para seguirem a estrada, ajustarem a velocidade a outros veículos, e mudando de faixa com um toque nos “piscas”. Este último detalhe foi um dos pontos que retirou algum do impacto do recente “Navigate on Autopilot”, que pretendia ser mais um pequeno passo no sentido de fazer com que os Tesla conduzissem por si só, com os condutores a equiparem a experiência a terem que fazer “baby sitting” constante do seu automóvel, em vez de ser verdadeiramente uma experiência autónoma como a que a Tesla tem estado a “vender” há anos. Mas… pode estar para breve.

Elon Musk diz que o sistema poderá em breve tratar automaticamente das ultrapassagens sem qualquer intervenção do condutor, e que já está a ser testada uma versão que é capaz delidar com semáforos, sinais de stop e rotundas – fazendo com que a capacidade do automóvel levar o condutor da sua garagem até ao destino sem qualquer intervenção manual, esteja para breve. E onde por breve se entende que chegue antes do final do próximo ano.

São excelentes notícias para quem estiver a considerar comprar um Model 3 que tem as primeiras entregas em Portugal previstas para Fevereiro (desde que não se esqueçam de pagar os 5400 euros pedidos pelo Autopilot melhorado)… mas depois fica a pergunta sobre como é que o sistema de condução autónoma irá lidar com as estradas nacionais… e já nem falo de sujeitar a sua inteligência artificial a “obras de arte” como esta fantástica rotunda britânica composta por sete rotundas.

Se antes do final de 2019 tivermos Teslas a conseguirem atravessar esta labirinto, acho que se pode dizer: missão cumprida! 🙂

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *