Street View chega a “Marte” na Terra

A Google continua a expandir o alcance do sempre fascinante Street View, que agora passa a contar também a ilha de Devon, que tem sido o local escolhido para simular as futuras missões a Marte devido à sua inabitabilidade.

A partir de agora, qualquer pessoa pode visitar “Marte na Terra” através do Street View. A ilha de Devon é a maior ilha desabitada do planeta. No entanto, os factores que tornam a ilha inabitável também a tornam indispensável para os cientistas e investigadores que lá trabalham – o seu clima e a sua paisagem é o mais próximo de Marte que pode ser encontrado na Terra. A equipa do Google Street View precisou de 7 voos e de 72 horas para conseguir aterrar na ilha Devon.

A Ilha de Devon, uma massa de terra desoladora no Ártico do Canadiano, com um clima polar e um terreno rochoso e árido, é a maior ilha desabitada do planeta. No entanto, os factores que tornam a ilha inabitável também a tornam indispensável para os cientistas e investigadores que lá trabalham – o seu clima e a sua paisagem é o mais próximo de Marte que pode ser encontrado na Terra.

Agora qualquer pessoa pode visitar “Marte na Terra” através do Street View. A ilha de Devon, muito semelhante a uma base futura em Marte, não possui a infraestrutura que julgamos garantida. Todo o abastecimento necessário ao acampamento – comida, gasolina, ferramentas e bens pessoais – deve ser transportado em cada excursão e todo o lixo tem de ser empacotado e trazido de volta para a zona continental. Nesta base de investigação, todas as pessoas têm a sua função. Até o cão KingKong, do Dr. Lee, tem uma responsabilidade – estar sobre aviso e alertar no caso de um urso polar entrar no acampamento.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *