Hyundai demonstra capacidade da tecnologia de condução autónoma

A Hyundai terminou com sucesso o primeiro teste de condução em pelotão com camião de reboque na autoestrada Yeoju Smart, replicando as condições de trânsito reais.

A autoestrada Yeoju Smart é uma estrada de testes com 7,7 km construída pelo governo sul-coreano para o desenvolvimento da tecnologia de condução autónoma. Esta autoestrada é constantemente utilizada por viaturas para pesquisa no âmbito da condução autónoma, tornando-se similar às condições de trânsito de uma verdadeira autoestrada.

Este teste demostrou, com sucesso, as seguintes tecnologias: condução de veículos em pelotão, ultrapassar e ser ultrapassado por outros veículos, travagem de emergência simultânea, e tecnologia de comunicação entre viaturas (V2V). De forma a garantir segurança, foi estabelecido o limite de velocidade de 60 km/h.

Esta demonstração faz parte do projecto indicado pelo Ministério do Território, Infraestruturas e Transportes (MOLIT), que desde 2018 apoia os esforços pioneiros no desenvolvimento de tecnologias de condução autónoma. A par da Hyundai, este projecto de âmbito nacional envolveu o governo e empresas privadas e universidades.

A condução em pelotão tem o benefício de reduzir a resistência do ar para melhorar a eficiência do consumo de combustível e reduzir as emissões, tornando-se uma tecnologia ecológica. Este tipo de manobra inicia-se assim que o condutor se aproxima do veículo da frente e activa o modo de condução em pelotão. Após a activação deste modo de condução, o camião seguinte mantém uma distância de 16,7 m, que é ajustada em tempo real, com base na aceleração e desaceleração da viatura de lidera o pelotão. O condutor não tem que controlar o acelerador ou o travão, reduzindo assim a fadiga e aumentando a segurança.

Com a condução em pelotão, também é fácil gerir as outras viaturas que vão fazendo ultrapassagens entre os camiões. Se uma viatura se colocar entre dois camiões, o camião de trás, estende automaticamente a distância para um mínimo de 25 m. Quando o camião que for na frente fizer uma travagem de emergência repentina, devido a alguma situação inesperada, a tecnologia responde permitindo que o camião que se encontrar atrás reduza a velocidade e pare.

O sistema V2V aplicado nos dois camiões que fizeram este teste, demonstrou como a partilha de informação em tempo real permite melhorar o controlo da aceleração e desaceleração e incorporar
informações ADAS (Sistema Avançado de Assistência ao Condutor) de vários sensores, como câmaras e radares.

Adicionalmente, a Partilha de Vídeo Frontal em Tempo Real foi activada pela tecnologia V2V. Ao ter acesso ao vídeo do veículo da frente, o condutor seguinte consegue ver a estada adiante, resolvendo assim as limitações de visibilidade dos condutores que seguem o camião da frente.

A Hyundai está a esforçar-se para desenvolver uma tecnologia de condução em pelotão de alto nível, que vai funcionar com distâncias ainda mais curtas entre viaturas e ainda implementar informação de trânsito para optimizar as viagens no futuro.

Em Agosto de 2018, a Hyundai, em parceria com a Hyundai Glovis, completou a primeira viagem de camião em condução autónoma em autoestrada com um camião conduzido autonomamente durante 40 km na autoestrada que liga Uiwang e Incheon. Este camião tinha na altura condução autónoma de nível 3 da SAE (Sociedade de Engenheiros Automóveis Standard).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *