VisorSat vai tornar satélites Starlink menos brilhantes

Elon Musk já explicou como é que a SpaceX vai tornar os seus satélites Starlink menos brilhantes, para evitar prejudicar as observações astronómicas.

Quando estava a falar do início da fase beta do serviço de internet via satélite, previsto para daqui a três meses, Musk disse também que estava a ser preparado um “pára-sol” para os satélites para que ficassem menos brilhantes. Agora ficamos a saber mais concretamente em que é que isso consiste.

O VisorSat é exactamente aquilo que era dito, um verdadeiro pára-sol cujo objectivo se limita a fazer sombra sobre as antenas dos satélites Starlink, que são o seu componente mais reflectivo. Isto deverá reduzir substancialmente a sua luminosidade (e dificultar a observação dos “comboios” de satélites nos dias após os lançamentos), o que será do agrado dos astrónomos.

Este será apenas uma das vertentes de combate à luminosidade, com a SpaceX a dizer que também testará uma orientação diferente durante esse período em que os satélites se deslocam para as suas órbitas finais após a separação do veículo lançador. Segundo Musk, o objectivo é tornar os satélites invisíveis no prazo de uma semana após o lançamento.

Este sistema irá ser testado numa das próximas “fornadas” de satélites, que têm sido enviados em lotes de 60 a cada poucas semanas, passando a ser adoptado oficialmente se os resultados forem positivos. Quanto aos satélites mais brilhantes já lançados, Musk diz que serão satélites que irão ser removidos dentro de poucos anos e substituídos por novos modelos.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *