8 dicas para optimizar a autonomia de um veículo eléctrico

A autonomia sempre foi considerado o maior problema associado aos veículos eléctricos. Contudo, a autonomia máxima destes veículos tem vindo a aumentar, como é o caso do Hyundai KAUAI Electric, que apresenta uma autonomia de cerca de 449 quilómetros.

Existem formas de optimizar a autonomia dos carros eléctricos e fazer com que esta seja o mais próxima possível do anunciado pelos fabricantes. Para tal, devem ser consideradas as seguintes dicas:

  1. Utilizar o modo ECO
    Vários veículos eléctricos possuem diferentes modos de condução, sendo um deles o modo económico (ou ECO). Esta é a regra mais básica e simples para aumentar a autonomia do veículo.  Assim, para preservar e até maximizar a autonomia, este deve ser o modo preferencial, mesmo que limite a utilização de outras características do automóvel.
  2. Evitar utilizar o cruise control
    O cruise control é um sistema de apoio à condução bastante cómodo. Contudo, este sistema, mesmo que adaptativo, não consegue identificar, atempadamente, vários factores, tais como as características da estrada ou o comportamento dos restantes condutores ou peões. Para preservar a autonomia do automóvel, o ideal será não utilizar este sistema com frequência. O condutor deve tirar proveito das características da estrada e do estado do trânsito para evitar despender autonomia e até quem sabe, regenerar alguma energia.
  3. Ter atenção à velocidade
    Quanto maior a velocidade, maior será o consumo de energia, e isso afectará a autonomia. Assim, o melhor será circular a velocidades não muito elevadas, tendo sempre em consideração os limites máximos e mínimos de velocidade.
  4. Evitar travagens repentinas e abruptas
    Deverá ser evitado, sempre que possível, efectuar travagens repentinas e abruptas, dando preferência a travagens mais suaves. Estas, por sua vez, permitem que o sistema de travagem recupere energia e a armazene. A realização de travagens bruscas faz com que o veículo tenha que usar o sistema de travagem tradicional, desgastando as pastilhas dos travões e não recuperando qualquer energia.
  5. Planear o trajecto a percorrer
    Planear o trajecto a percorrer permite antecipar diferentes variáveis e adaptar o estilo de condução de forma a optimizar a autonomia do veículo.
  6. Evitar ligar o ar condicionado
    A utilização do ar condicionado afecta a autonomia dos veículos eléctricos. Evitar utilizar este equipamento por longos períodos de tempo é o ideal, podendo aproveitar ligar o ar  condicionado enquanto o veículo está parado e ligado à corrente eléctrica, arrefecendo-o previamente antes da viagem, evitando perder uma grande quantidade de autonomia já durante o trajecto a percorrer.
  7. Dar preferência ao aquecimento dos bancos
    Nos dias em que o frio se faz sentir, se o automóvel estiver com bancos aquecidos, esta funcionalidade consome menos energia que o ar condicionado, pelo que deve ser o equipamento preferencial.
  8. Verificar o estado geral do automóvel
    Verificar se o automóvel se encontra com as condições necessárias para circular em segurança é essencial. Por exemplo, verificar a pressão dos pneus e garantir que esta é a correcta ajuda a preservar a autonomia dos carros eléctricos.

A Hyundai Portugal criou recentemente a Blue Academy, uma plataforma com o objectivo de esclarecer todas as dúvidas e mitos relacionados com o tema da mobilidade ecológica, onde é possível encontrar um simulador de carregamento que calcula a autonomia da viatura e os tempos de carregamento para cada tipo de carregador (tomada doméstica, wallbox ou posto de carregamento rápido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *