Elon Musk diz que foi “burrice” o erro que levou a Starship SN9 a explodir

A explosão na aterragem da Starship SN9 foi atribuída a “burrice” por Elon Musk.

Depois de na primeira tentativa a SN8 quase ter conseguido aterrar bem, mas tendo sofrido com falta de pressão de combustível num dos motores; a SN9 teve um aterragem bastante mais violenta, aparentemente em resultado de um dos motores não ter funcionado correctamente.

Este protótipo contava com três motores Raptor, em que todos foram usados para o lançamento, mas em que apenas dois são utilizados para a aterragem. Isso fez algumas pessoas interrogarem-se sobre se essa seria a melhor opção, já que qualquer falha num dos motores poderia causar a destruição da nave, como aconteceu nestas duas tentativas. E Elon Musk respondeu a isso dizendo que foram demasiado burros…

O momento crítico, após a manobra de transição da queda horizontal para a orientação vertical, para pousar “suavemente”, e em que qualquer falha dos motores terá consequências catastróficas.

Em resposta a estas críticas e sugestões, para a próxima tentativa a Starship deverá arrancar os três motores por breves instantes, para avaliar o nível de funcionamento de todos eles, e escolher os dois motores que estiverem a funcionar correctamente – em vez de escolher dois motores fixos, onde um poderia não estar em condições.

Porque não manter os três motores ligados? Porque existe um limite mínimo para a potência de trabalho destes motores, e três motores a funcionar, mesmo nesse limite mínimo, teriam potência a mais para permitir a aterragem. Daí que sejam usados apenas dois, e potencialmente permitindo que até possa ser usado apenas um no momento final.

É de esperar que o voo da SN10, já na plataforma de lançamento, já vá adoptar esta nova táctica para tornar a aterragem mais resistente a potenciais falhas. O próximo voo de teste é esperado para as próximas semanas.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *