Carros eléctricos poluem “centenas de vezes” menos que carros a combustão

Um novo estudo demonstra que, mesmo tendo em conta o impacto da produção das baterias, os carros eléctricos são centenas de vezes menos poluente que os veículos a combustão.

Quando se fala de carros eléctricos é inevitável que os apologistas da indústria petrolífera recorram à sua cábula de acusações, que passam por coisas como o “terrível impacto” da mineração do lítio, ou do “apocalipse” que serão as baterias em fim de vida. Pois bem, mesmo tendo isso em conta (não esquecendo que as baterias podem ser reutilizadas e, no final, quase completamente recicladas), os carros eléctricos continuam a ser centenas de vezes menos poluentes que um carro a combustão ao longo do seu ciclo de vida.

A maioria das pessoas não faz sequer ideia do impacto que toda a cadeia de produção, transportes, refinação e distribuição dos combustíveis tem, e que também servirá de resposta a todos os que dizem que seria um “desastre” se o mundo mudasse para os carros eléctricos. É que, só a energia gasta na extracção do petróleo a cada mês seria suficiente para manter recarregados 20 milhões de automóveis eléctricos por mês – e isto sem ter em conta toda a demais energia (só para a refinação, estamos a falar de aquecer 100 milhões de barris de crude a mais de 400ºC, todo e cada dia!) e todo o impacto ambiental que isso tem, a par dos transportes de um lado para o outro.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *