NASA suspende contrato lunar com SpaceX após queixas

O contrato para desenvolvimento do módulo lunar para regresso à Lua, que a NASA atribuiu à SpaceX, foi suspenso temporariamente devido a queixas por parte dos derrotados.

Nem a Blue Origin nem a Dynetics, as outras duas empresas candidatas a este concurso, gostaram de ver a totalidade do contrato de 2,9 mil milhões de dólares ser atribuído à SpaceX. Por isso, avançaram com uma queixa contra essa decisão, que agora irá ser avaliada pelo Government Accountability Office (GAO) – com o contrato com a SpaceX a ficar suspenso temporariamente até que a investigação fique concluída.

A decisão da NASA de avançar unicamente com a SpaceX surpreendeu os especialistas, pois era esperado que a agência espacial norte-americana escolhesse também uma outra empresa para ter algum nível de redundância no caso de uma delas não cumprir com o prometido. No entanto, a SpaceX é aquela que inegavelmente vai à frente na corrida espacial actual (já fez três lançamentos com astronautas, enquanto a Blue Origin ainda nem sequer fez um) e mantém um rápido ritmo de desenvolvimento da sua Starship, cujo desenvolvimento partilha muitas das coisas que a SpaceX irá aplicar no módulo lunar, e com o seu SN15 agendado para fazer nova tentativa nos próximos dias.

Sabendo-se que a NASA ainda tem a esperança de conseguir cumprir o desejo do regresso à Lua em 2024, é de esperar que esta “queixa” seja resolvida rapidamente, para não significar atrasos adicionais.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *