Neutralidade carbónica: o objectivo da Ford para os próximos anos

A Ford é clara no seu propósito de contribuir para a conservação do planeta. A sustentabilidade e a redução das emissões nos diferentes processos pelos quais um veículo passa, desde o seu nascimento na fábrica são objectivos-chave da empresa, que espera alcançar a neutralidade carbónica até 2050.

Sem dúvida, este desafio está a ser levado a cabo a pensar nas pessoas e com a electrificação total da gama Ford como um dos pontos fortes deste processo estimulante. Se pensarmos bem, a data definida pela marca para o fim do impacto de carbono nas suas actividades não está longe, facto que é salientado com entusiasmo no Relatório Integrado de Sustentabilidade e Finanças de 2021. O resultado final? A Ford afirma que, em menos de 30 anos, a empresa terá alcançado a neutralidade dos gases com efeito de estufa.

Não parece uma meta complicada de alcançar, se olharmos para o grande trabalho que tem sido feito neste domínio nos últimos anos, com investimentos milionários (e os que ainda estão por vir) que reduziram a pegada carbónica em 40% quando comparada com os dez anos anteriores. Ao longo do caminho, serão cumpridos pequenos objectivos, como poupar 15% de água doce em 2025 em comparação aos dados de 2019. Percentagem esta que seria de 75% se comparássemos o dados com 2000. Parece que está tudo aí ao virar da esquina, não é?

Há já algum tempo que a marca norte-americana segue também o modelo “reduzir, reutilizar e reciclar”, eliminando gradualmente os plásticos de utilização única e sendo muito rigorosa nos seus planos globais. Estes passos importantes contribuirão para um ponto de viragem em 2035, data definida pela Ford para que as emissões absolutas de gases nocivos durante as suas operações já terem sido reduzidas em 76%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *