O novo Qashqai e o “cheiro de carro novo”

Como parte do rigoroso processo de design, desenvolvimento e teste do novo Nissan Qashqai, o aroma do interior foi um dos critérios determinantes para encontrar o produto final.

O chamado “cheiro de carro novo” é uma característica fundamental na compra de qualquer automóvel e os engenheiros da Nissan trabalham afincadamente para garantir que esse cheiro seja perfeito, reconhecendo que é um ingrediente importante no orgulho dos compradores quando entram no seu automóvel novo.

Peter Karl Eastland é o engenheiro chefe de avaliação de odores no Nissan Technical Center Europe, o centro de pesquisa e desenvolvimento da marca para a Europa. A designação simplista do seu cargo não reflecte o papel crucial e talvez surpreendente que ele desempenha no desenvolvimento da gama europeia de automóveis da Nissan.

O exemplo mais recente do seu trabalho pode ser encontrado no novo Nissan Qashqai, colocado à venda na Europa em Julho. No processo de desenvolvimento foi dada uma atenção especial ao ambiente a bordo, desde os ajustes e acabamentos, materiais que incluem um novo couro premium, até à tecnologia de fácil utilização. Mas a atenção aos detalhes, o apurar de cada aspecto do habitáculo, com o importante objectivo de garantir uma elevada experiência de vida a bordo, não podia ser comprometida por odores desagradáveis.

Com uma equipa de outros engenheiros e técnicos, Peter é responsável por garantir que o cheiro desencadeie uma resposta positiva nos clientes de automóveis novos da Nissan. O processo de avaliação combina avaliação objectiva e subjectiva, culminando num processo rigoroso que vai até aos ínfimos pormenores na busca daquele perfeito “cheiro de carro novo”.

Em permanente contato com as outras equipas de engenharia e fabrico da Nissan, Peter e a sua equipa testam todos os materiais, desde as espumas usadas para os novos bancos com padrão 3D do novo Qashqai, e numa variedade de condições que replicam os diversos ambientes que o automóvel irá enfrentar, tendo sempre em atenção que as propriedades químicas – como o odor – podem variar com a temperatura, por exemplo. Quando um novo material ou produto químico tem potencial para afectar negativamente o ambiente geral do habitáculo, Peter e os seus colegas identificam alternativas para garantir que o “cheiro de carro novo” vai ser uma constante.

Peter não é o único especialista em odores na Nissan, ele trabalha com os outros centros técnicos da Nissan no mundo, nomeadamente em Atsugi (Japão) e Farmington Hills (EUA). A existência de um padrão global Nissan para a avaliação de odores destaca a atenção aos detalhes que a marca se compromete em garantir, para a sua gama global de produtos atenda aos mais altos padrões de qualidade.

Mais detalhes sobre o trabalho de Peter Karl Eastland e o que é necessário para ter um nariz treinado, são revelados neste vídeo de “um dia na vida” de Peter, e a sua história é contada aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *