Nave russa volta a inclinar a ISS por acidente

A ISS voltou a passar por um momento complicado, quando um teste de motores da cápsula Soyuz os manteve ligados durante mais tempo do que era suposto.

A cápsula Soyuz MS-18, actualmente ligada à ISS, será utilizada amanhã (dia 17 de Outubro) para o regresso do cosmonauta Oleg Novitskiy, do realizador Klim Shipenko e do actor Yulia Peresild. O teste de motores fazia parte das verificações de rotina pré-lançamento, mas surpreendeu ao manter os motores ligados após o tempo programado, atirando a ISS para fora da sua órbita normal.

O caso seria preocupante por si só, mas torna-se ainda mais suspeito por ser o segundo caso em poucos meses, depois de no final de Julho o módulo russo Nauka também ter ligar espontaneamente os seus foguetes e feito rodar a ISS para uma posição anormal. Um caso que foi atribuído a uma falha de software, que agora terá que ser revisto para ver se estará relacionado com este novo incidente.

Esperemos que não se tenha que falar de um terceiro caso daqui por alguns meses; pois todas estas situações sujeitam a ISS a esforços mecânicos que não serão nada recomendados para uma estação espacial que está no espaço há mais de duas décadas.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *