Ducati revela detalhes da sua moto eléctrica

A Ducati revelou mais alguns detalhes da sua moto eléctrica, revelando uma grande evolução num curto espaço de tempo.

A maioria dos fabricantes de motos parecem estar reticentes em evoluir para a propulsão eléctrica, e a própria Ducati era uma das marcas a que isso se aplicava. Só no final do ano passado a Ducati anunciou o desenvolvimento de uma moto eléctrica, com a surpresa de que seria a marca escolhida para fornecer as motos para o campeonato MotoE, substituindo o anterior fornecedor Energica. Foi uma notícia inesperada, considerando que a marca não tinha qualquer modelo eléctrico e tinha passado os últimos anos a dar desculpas para o não lançamento ou desenvolvimento de modelos eléctricos.

Avance-se meio ano, e tudo parece ter mudado.

As motos que está a desenvolver para o MotoE terão 110 kW (147 cv) e 140 Nm, com baterias de 18 kWh e sendo capazes de atingir velocidades de 275 km/h. O peso destas V21L fica-se pelos 225 kg, o que sendo pesado para uma moto de competição, fica bem abaixo dos 282 kg dos modelos da Energica.

Para combater o aquecimento, a bateria, motor e inversor contam com um sistema de arrefecimento líquido duplo, para permitir a utilização do máximo desempenho sem preocupação com limitação térmica dos componentes.

O que não foi revelado é quando é que a Ducati espera começar a transpor esta tecnologia para um modelo comercial destinado ao público.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *