Lamborghini Egoista

Depois do Veneno, a Lamborghini volta a arrasar. A marca italiana deu a conhecer a sua mais recente loucura, o Egoista, um monolugar de inspiração aeronáutica, desenvolvido no âmbito das comemorações dos 50 anos da marca fundada por Ferrucio Lamborghini.

egoista 10 egoista 6 egoista 5 egoista 4Com lotação para apenas um ocupante, assim como um monolugar, um avião ou um helicóptero Apache, o Egoista pretende ser tudo aquilo que um apaixonado por automóveis pretende ser. A começar pelo nome.

egoista 8
Além de remeter para o facto de ser para apenas um ocupante, o nome, segundo Stephan Winkelmann, o patrão da marca, pretende atrair o lado egoísta de cada um, até na condução, sem incómodo de um passageiro.

Este superdesportivo de formas agressivas e futuristas foi desenhado por Walter de Silva e teve como inspiração o helicóptero Apache. Esta inspiração é evidente não só na estética, como também nos apêndices aerodinâmicos, com destaque para os flaps a parte traseira que ajuda a manter a estabilidade a altas velocidades.

“Foi criado apenas para pessoas hiper-sofisticadas que só querem as coisas mais radicais e especiais no mundo. Representa o hedonismo levado ao extremo, é um carro sem concessões, numa palavra: egoísta”, explicou da Silva.

O acesso a este monolugar é feito ao melhor estilo da Fórmula 1, com o volante desmontavel. O cockpit foi criado como uma espécie de fato feito por medida para o condutor. O interior é uma célula inspirada nos helicópteros Apache onde o cockpit é ejetável em caso de emergência.

egoista 7 egoista 9“O cockpit, feito totalmente em fibra de carbono e alumínio representa uma espécie de célula de sobrevivência, que permite ao condutor isolar-se e proteger-se de elementos externos. Projetamos o Egoista, com a ideia de que o seu cockpit poderia ter sido retirado de um jato e integrado num veículo de estrada, para permitir uma opção distinta de viajar,” esclareceu Walter da Silva.

Para voar, o Egoista não utiliza hélices mas antes um motor V10 de 5,2 litros, com uma potência na ordem dos 600cv, oriundo do Gallardo, o único modelo da Lamborghini com motores V10.

egoista 3A sua construção recorre a materiais leves, como a fibra de carbono e o alumínio. Segundo a marca italiana, estes materiais tornam-no invisível aos radares como os aviões stealth F-117 Nighthawk, F-22 Raptor ou F-35 Lightning II, entre outros.

Fonte: Autoportal

2 Comentários

    • Certo, mas as células são separadas fisicamente, e aqui a ideia foi fazer a comparação com o “isolamento” do piloto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *